Atravessadores,  2020 - 2021

Bordado sobre tecido
Dimensões variáveis

Fotografias e câmeras estão o tempo todo tensionando as relações éticas e estéticas do trabalho do artista. Ele relata que em 2019 ao caminhar ao trabalho, frequentemente fotografava trabalhadores vestidos de EPI’s descarregando peças de carne de um frigorífico. A ação de atravessar às pressas a avenida entre o trafego era feita pelos trabalhadores em uma das principais avenidas da cidade de Juiz de Fora, Av. Getúlio Vargas, conhecida pelos resquícios de arquitetura colonial, alguns comércios populares e por abrigar uma das mais antigas fábricas de tecido da cidade. A partir da visualização dessas cenas que lhe eram cotidianas, o artista resolve não diretamente com a fotografia, mas pela representação dessas imagens em desenho e bordado em tecido, que se conjura na série “Atravessadores”.