"Washington, filho de trabalhadores da terra (como também se apresenta), narra  que os bordados foram produzidos a partir de imagens capturadas por sua mãe, Dona Maria Aparecida, da câmera de segurança instalada em 2019 em sua casa na cidade do Carmo do Paranaíba, distrito rural de Minas Gerais. Transitando entre medidas de proteção em relação às violências para as esferas mais calorosas, esses registros  trocados entre mãe e filho distantes acabavam por desempenhar o papel de transmitir um para o outro notícias de casa e da cidade da infância."

 

Trecho de texto produzido pela artista e pesquisadora Millena Lízia. 2020.

---

"Na série Familiar Screen, transforma em bordados cenas obtidas pela câmera de segurança instalada na casa onde morava em sua cidade natal. Originalmente enviadas por sua mãe, as imagens ganham uma série de contrastes. Se por um lado, o bordado remete a uma tradição secular, que sobreviveu ao passar dos anos, Washington faz questão de emoldurar cada cena com o desenho de um celular, destacando personagens coloridas em uma paisagem prata e cinzenta do mundo contemporâneo.  Se os registros trazem o cotidiano bucólico de uma cidade do interior, vale lembrar que tais imagens foram obtidas através de câmeras de segurança, o que traz de alguma forma um dado de violência iminente."

Trecho de texto produzido por Leandro Fazolla, extraído da Revista DASartes Fevereiro/2021.